Assinatura RSS

Arquivo da tag: filhos

quotiano

Publicado em

sete acordo com gritos das crianças. o grande vem dormir no colchão com a pequena, a acorda todo santo dia.

A pequena chora, e saio do sofá que dormia desesperado achando que aconteceu algo. mulher.

Beijo em todos.

papelada bagunçada para carro. macbook quebrado de novo.

Carro, sem café ou queijo ou jornal.

sigur rós, golden slumbers, going to california. tudo no repeat.

Setenta quilômetros: pista dupla, caminhões de cana, pista simples, curvas, caminhões de cana, rio, buraco, trevo, córrego, curva da morte, subidona, caminhões de cana. paralelepípedos.

destino: abre portão, fecha portão. abre portãozinho, cumprimenta cachorras, fecha portãozinho.

oi às moças que estão limpando e conversando. Fantástico e Faustão e mega-sena.

café e queijo e jornal. palmeiras na draga, europa afundando, enem preocupa os editores paulistas do Estadão.

Trabalho. Reviso trabalhos dos alunos, anoto suas faltas, planejo a próxima aula. Planejo errado. tenho que voltar do princípio. não tenho mais tempo.

Saio do recinto: praça da matriz: velhos, bêbados, barbeiro, sorveteiro, lixeiro, vereador grudento.

Escada, inventário, contas, ação de cobrança, contas, telefonemas, cálculos, pepinos de toda ordem. dívidas. meu pagamento não caiu. o telefone diz: culpa sua (?).

Saio do recinto: praça da matriz: velhos, bêbados, barbeiro, sorveteiro, lixeiro, prefeito inadjetivável.

Comida. Agora. Desesperadamente. meio dia e meia.

Anúncios

Eu falo com Jesus todos os dias

Publicado em

O confronto com o nascimento faz com que a religião torne-se um assunto cada vez mais importante para mim.

Não acho o argumento do “tanto faz” válido em relação a Deus e, aliás, nunca achei. Ou acredita ou não acredita. O argumento do “não sei” é o meu hoje, sendo o de ontem um sonoro “não”.

Contudo, isto está muito, mas muito longe de aceitar 99 porcento das determinações religiosas.

O espaço é grande demais e a vida, principalmente a geração da vida na barriga de uma mulher, é um bagulho louco demais pra negar de pronto que Deus ou alguma coisa que não consigo mensurar não existe.

Este é o indizível, aquilo que apenas se mostra para nós, e o que não podemos sequer articular com sentido.