RSS

Quem come quem?

Publicado em

quem come?

A língua portuguesa é gentil com o verbo “comer”.

O sentido não é apenas o da alimentação de homens e animais – há línguas em que em relação aos animais não se usa o mesmo verbo que o dos humanos quando aqueles “comem”.

O desgaste de uma barra de metal é sinal que está “comida” – “uma lima come o ferro”; transar é “comer” —- embora neste caso não dê para saber quem come quem, apesar do uso machista do termo – poderia se sugerir uma alusão menos física e mais lúdica: em uma transa, quem possui o outro o come: “I once had a girl, or should I say, she once had me”.

Quando se gasta em excesso, “come-se” o dinheiro; “come-se” o tempo: “comi cada segundo de minha vida”.

A seca, por seu turno, pôde “comer” todos as pessoas em 1915.

Há também o sentido de experimentar: “desse fruto não como”, me diz o Houaiss.

Em um jogo, come-se o peão e a rainha.

Nos jogos do Palmeiras, a incompetência come solta.

(E na foto acima, acredite, quem come é a larva e não o anfíbio): http://www.wired.com/wiredscience/2011/09/epomis-beetle-amphibians

About these ads

»

  1. “Bolinha vai/ Bolinha vem/ Eu vou comer você também” DRUMMOND, Carlos.

    Resposta
    • Que frase, hein! Acho que não vou tomar ceva cocê neste fim de semana!

      Mas eu também conheço uma boa:

      A professora pediu a todos os alunos uma redação em homenagem ao dia das mães cujo tema era: “Mãe, só tem uma”. No dia seguinte, todos os alunos haviam redigido seus trabalhos. A professora pediu então para que a Bia lesse sua redação.
      – Ano passado eu estava brincando na pracinha quando caí e quebrei a minha perna. Minha mãe passou todos os dias cuidando de mim. Até faltou ao trabalho! Então fiquei boa logo. Mãe, só tem uma!
      Então foi a vez de Vinícius ler a sua.
      – Eu sempre tive muita dificuldade pra aprender. Tirava notas baixas e sempre ficava de recuperação. Mas aí minha mãe ficou me ensinando e me ajudando até que me tornei um dos melhores de minha turma! Mãe, só tem uma!
      Aí, claro, a vez de Joãozinho.
      – Ontem tinha acabado de chegar em casa quando peguei minha mãe na cama com um cara. Ela se assustou mas disse: “Já que está aí, traga duas cervejinhas bem geladas!”. Fui até a geladeira e vi que só tinha uma. Então gritei: “MÃE, SÓ TEM UMA!”

      Resposta
  2. As ideias desse post surgiu com a informação da foto?!
    Gostei do post, mas a piada é pra acabar com o dias das mães hein!!?!Ou talvez com o dia das crianças?!?!…rsos
    Bjos

    Resposta
    • A idéia surgiu com a foto e a notícia do link, sim, dona Embaúba.

      E o Ramon fez piada porque fiz referência à seca de 1915 – ele não gosta que falem mal da própria história de sua terra, embora saber a história é o melhor que podemos fazer – e nem falei mal, veja você!

      E piadas politicamente incorretas são as melhores.

      Resposta
  3. Tô adorando seu blog, Mau! Saudadona de você! Beijão

    Resposta

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: